quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Bom dia...mais uma pagina do meu livro...Uma vida...uma história...um eterno recomeçar....


Jamais esquecerei as palavras dele no nosso último
encontro:
– “Baixinha, vá para São Paulo, sim! Quero
um dia ficar sabendo que você abriu seu próprio
negócio. Você vai estudar e fazer cursos por lá.
São Paulo é uma metrópole! (foi a primeira vez
que ouvi esta palavra, metrópole). Um dia, baixinha,
eu ouvirei falar da doutora Nair... vai minha
baixinha, cresça e apareça. Talvez nunca mais nos
vejamos, mas vou estar sempre torcendo pelo seu
sucesso, esteja onde estiver, pois você nasceu para
brilhar!”
Eu tinha só 17 anos, não tinha condições financeiras
pra viajar até São Paulo. Entramos em
contato com um de meus irmãos, o Antonio, ele
mandou, na época, R$ 50,00, a passagem custou
R$ 45,00.
Sai de Guaíra, no Paraná, com minha filha,
uma mamadeira de leite e R$ 5,00 no bolso rumo
a uma vida melhor, para mim e para meus filhos.




Nair A. Verlindo.